Pega no livro

Clubes de leitura da Galiza com algum livro em português

CRÓNICA DA ÚLTIMA REUNIÃO DO CLUBE DE LEITURA «SANTENGRACIA»

Compostela 9-Junho Na sexta-feira passada celebrou-se na cave da afamada livraria Ciranda de esta localidade, a XVI reunião do clube de leitura «santengracia». As responsáveis da loja tiveram a amabilidade de exercer como exemplares anfitriãs até o ponto de obsequiar os presentes com um primoroso lanche: chá, café, bolos, bolachas, refrigerantes e cerejas.

Os assistentes (Afonso, Ana, Carme, Carmela, João, Lali, Maria, Olalha, Paz e este cronista) debateram amplamente sobre estilo, género, personagens, ambientes, quadro histórico, léxico e outros eruditos pormenores referidos ao livro que nesta ocasião era objecto de analise e motivo da assembleia: Azul-Corvo, da exímia escritora brasileira Adriana Lisboa.

Como é praxe valorou-se por parte dos assistentes a leitura da obra, obtendo a qualificação média de 8,22 valores sobre 10. Muitos dos membros do clube solicitaram informação sobre a existência de outros romances da mesma escritora, mas infelizmente ninguém soube dar notícias ao respeito. Mas este cronista conseguiu informação depois da celebração da reunião que apresenta agora:

Romances de Adriana Lisboa
• Os fios da memória – Rio: Rocco, 1999;
• Sinfonia em branco – Rio: Rocco, 2001;
• Um beijo de colombina – Rio: Rocco, 2003;
• Rakushisha – Rio: Rocco, 2007;
• Azul-corvo – Rio: Rocco, 2010;
Se alguém estiver interssado em adquirir algum deste romances, pode por-se em contacto com a livraria Ciranda onde podem tentar conseguir alguns exemplares se não estiverem esgotados.

Depois tratou-se da leitura do próximo livro que será o que ocupe as horas de lazer do incipiente Verão: ficou por ampla maioria eleito o livro ARROZ DE PALMA do também brasileiro Francisco Azevedo. Temos notícia de que este livro foi um sucesso espantoso no Brasil e mesmo noutros países a cujas línguas foi rapidamente traduzido: espanhol, inglês, alemão, francês etc

Por último decidiu-se a data da próxima reunião que ficou marcada para a sexta-feira 27 de Setembro de 2013 às 19:30 Na cave da Ciranda.

Como têm os sócios por costume, continuaram o convívio na «lanchonete» Bicoca, ubicada na rua de Casas Reais. Lá não puderam ficar nem a Lali nem a Olalha, que tinham outros compromissos mas apareceu a Júlia, cujo trabalho de bibliotecária lhe impedira estar presente na reunião mas também tinha desfrutado da leitura do livro que comentou com os demais companheiros entre copo e copo de vinho.

Todos os sócios presentes encomendaram o livro Arroz de Palma para o trazerem a Compostela as responsáveis da Ciranda, excepto este cronista e a Olalha que já dispunham dele. Neste momento é ainda tempo de fazer o pedido por parte de qualquer outro membro do clube que não tivesse assistido à reunião da que estamos a falar. Tudo é escrever a:

livraria@ciranda.pt

Os sócios e sócias do clube falaram com imensa saudade de outros membros que, por motivos com certeza sérios, não puderam assistir à reunião: O Antão que já tinha anunciado a sua ausência, a Natália Poncela feliz mãe que tem que ter conta da Elba, a sua criança, a Natália Val, estudosa da arte que por enquanto não teve tempo disponível para compartir leituras connosco, A Beatriz Quintela, também com obrigas maternais, A Sandra, que tantos e bons escritos tem enviado ao blogue da federação de clubes «pega-no-livro», e as duas Monses, que desejamos ver nas vindeiras reuniões do «santengracia». E a Nazaret que estamos certos que foram as suas obrigas laborais as causas da sua não assistência. Sabíamos já que não estaria na reunião a nossa querida amiga Olga que tinha obrigas familiares ineludíveis.

Eram quase uma hora depois da meianoite quando os últimos membros do clube se retiram ao seus domicílios.

Crónica do Carlos Campoy em exclusiva par este jornal.

Anúncios

Os comentários estão desativados.